THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

terça-feira, 27 de julho de 2010

Blogspot, sua carreira acabou.

É, blogspot: seus genéricos dias de serviço acabaram.
Ao menos pra mim.
Ao menos no que concerne a este blog.

Troquei-o por uma mais nova e NÃO pagarei pensão.

O caminhão de mudança chega na segunda.

Meu novo endereço:

http://mauricioak.wordpress.com

sábado, 24 de julho de 2010

Só quero tranquilidade e uma bielorrussa




Tenho me dedicado (...) no pouco tempo que me sobra e não estou fisica e mentalmente terminado a rascunhar algumas idéias que quero desenvolver num futuro próximo.

E como tudo - ainda que indiretamente - é empírico e autobiográfico, acabei relembrando numa destas noites de sobriedade, chimarrão e reflexão profunda, que a coisa que mais me incomoda é gente que me faz uma pergunta QUERENDO OUVIR UMA
RESPOSTA ESPECÍFICA

Vou exemplificar:

- Eu falo muita merda?

Momento complicado. É CLARO que a pessoa fala muita merda. Mas aí há um problema. Tu está louco pra dizer que SIM, mas como isso PROVAVELMENTE causará o efeito reverso da própria reversal (ou seja, a pessoa em questão começar a supervalorizar o fato de falar merda e usar sua energia vital como terapeuta) tu ainda tenta salvar sua vida:

- Não tenho condições de opinar sobre o assunto...

- Claro que tem!

Outro momento complicado. Não só a pessoa quer sua opinião (embora ela, na verdade, deseje lhe sugar) como INTIMA sua AUTORIDADE na questão. Sem muito o que fazer, resolve tocar o foda-se:

- É, tu fala merda pra caralho mesmo.

- Eu não! Merda todo o mundo fala...

EU PEÇO A DEUS TODOS OS DIAS PRA PARAR DE ME MANDAR MAIS GENTE ASSIM, POSTO QUE GENETICAMENTE O AUTOR DA VIDA JÁ ME IMPUTOU O INEVITÁVEL!

Topo do playlist:

Bebeto Alves - Tem coisa na milonga
Álgida - Flores do Mundo
Álgida - Delírio
Vintersorg - Enigmatic Spirit
Franz Ferdinand - Auf Achse

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Imortal trilogia

Estava eu a escutar aquela música do Joca Martins chamada "Campeiro, cusco e cavalo" em que o letrista (acho que é o Rodrigo Baüer) manda um troloris monstruoso e prova por A+B que um vacariano, um pangaré e um guaipeca são uma imortal trilogia (esse cara é gênio. Eu não conseguiria jamais ter pensado nisso) e pensei: PORRA, MAS QUAL É A MINHA IMORTAL TRILOGIA?

Pensei em: Congo, estupro, masculino
Pensei em: cerveja, pornografia com banda-larga, telefone fora do gancho
Pensei em: acampamento, cacto San Pedro e chimarrão
Pensei em: Magal, Wellington Monteiro e Glaydson
Pensei até, num momento mais realista em: Gessinger, Licks e Maltz

No entando conclui que minha imortal trilogia é:

Sabrina Parlatore, Scheila Carvalo e Mulher Melancia

E a sua Imortal Trilogia, qual é?

Topo do playlist:


Música é pra otário, o que liga mesmo é ouvir o nóia da rua gritando de madrugada

Pensamento da semana:

Por mais imbecil que eu seja, jamais, eu disse, JAMAIS, conseguirei superar o ARTISTA.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Sou ESPADA!



A Nana (tem o link aí do lado, acho) teve a CLARIVIDÊNCIA DE ENCONTRAR ESSA FOTO NO PC DELA E ME MANDAR!

Como, eu pergunto, COMO, eu poderia deixar de postar?

Alô, alô, 2008! Gel no cabelo, rapá!

Eu estava numa fase mais FASHION!

Fica, portanto, o convite: se você TAMBÉM não se leva a sério, mande para nós o link de sua foto "eu sou ridículo".

Topo do playlist: um monte de Pirisca, uns Luar na Lubre e Tanghetto no grau.

domingo, 11 de julho de 2010

Domingo

Domingo é o dia em que até o barulho é silencioso e a ação tem certa monotonia.
Domingo é o dia em que o ânimo abandona nosso corpo e nossa alma.

Como queremos ser imortais se não conseguimos nem desejar viver num dia de Domingo?

Topo do playlist:

Soy Cordobés - Rodrigo "El Potro" Bueno
Informe Policial - Rodrigo "El Potro" Bueno
Ödemarkens Son - Vintersorg
Rundans - Vintersorg
Till Fjälls - Vintersorg

sábado, 10 de julho de 2010

Fatal Portrait - King Diamond




Até teria o que contar.
Só não estou com vontade.

Entretanto, resolvi colocar um link de um disco que eu gosto muito e ouvi incessantemente durante os anos 90.


http://www.4shared.com/file/6tEAsSBd/King_Diamond_-_Fatal_Portrait.htm


Este blogspot está cada vez mobralizando mais o sistema. Enquando o Wordpress te dá todos os dados e estatísticas, esta merda não te dá rigorosamente nada.

Foda-se!

Topo do playlist:

Payador, Pampa e guitarra - Jayme Caetano Braun e Noel Guarany
Chacarera do Tempo - Pirisca Grecco
Partido em franja - Cartolas
Os Ratos - Cartolas
Milonga Lunar - Froner

Pensamento da semana:

Só quero que o semestre acabe, mesmo que já tenha acabado.

domingo, 27 de junho de 2010

rgwsaddsaffsd sparthaggen!

Dando um pulo altamente clandestino e rápido na internet (tenho as melhores enfermeiras do mundo, obrigado, gurias, pelo laptop, livros, tolerância e troloris) consegui me colocar a par de 20% do que está acontecendo em Caxias.

Daria a bunda de alguém pra ter alta em uma semana. Tomara, mas não sei ainda. Aliás, duvido.

Consegui solucionar, creio, o problema da fumaça no estúdio e os lances de coisas que os caras precisam pra trabalhar. Cuando eu voltar, terei de pagar uma BELISSIMA janta pra 2 pessoas.

Estou conseguindo acompanhar a Copa do Mundo de uma maneira BASTANTE INSATISFATÓRIA. O combo de remédios me deixa mais lesado que o costumaz. Não consegui ver a metade dos jogos, o que me deixa bem triste. E, cuando consigo, acabo presenciando uma classificação da Brizolândia pras quartas. Não consegui deixar de lembrar da bravata de meses "Se o Uruguay ganhar essa merda, eu tiro uma foto de nu frontal e coloco no blog".

Ok, Gana ganará!

Hoje, México x Argentina. Previa este jogo. Uma reedição da Copa passada.
Pra quem não sabe, eu torço pelo México desde, sei lá, 1993, por conta, principalmente do Jorge Campos
mas não acredito que o crime seja feito desta feita.

Bom, vou ficando por aqui. É difícil manter uma organização de raciocínio e a intenção era dar um sinal de vida.

Recados estilo cortiço:

Renan, o Anderson precisa falar contigo. Sem celular ligado e troloris fica difícil meu querido. Tenta falar com ele.

Froner, continue ensaiando.

Breda, fica tranquilo que vai dar tudo certo...

Ana Seerig, tive um sonho contigo envolvendo as seguintes tags, por ordem alfabética:

ESTUPRO


Era isso.


Topo do playlist: Várias Variáveis dos Engenheiros. Só. Quem me conhece, vai entender.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Porto Alegre

Tô indo pra POA levar novos exames e possivelmente ser overizado, again. Espero voltar em breve.
Enquanto isso o Breda pega a braçadeira e é sugado pra Twilight Zone do mundo artístico.
Pretendo ficar num cuarto decente, e, num delírio debilóide, adiantar trabalho.

Estou deixando o frigobar cheio para os meninos. Divirtam-se. Nos vemos o mais breve possível.

Topo do playlist:


Froner - Canção de Abandono
Froner - Milonga Lunas
Froner - Farol
Froner - Antigo Sofá de Molas
Froner - Nevoeiro

quinta-feira, 10 de junho de 2010

I CHING - momento intimista e para alguns que estão preocupados/se divertindo às minhas custas nestes dias



Testei o procedimento do oráculo completamente incrédulo e até com uma dose de bom humor, tão raro neste mês de Junho.

O papo veio reto.

Não satisfeito, tentei outro tema:

O papo não só veio RETO, como veio falando nominalmente de JUNHO/JULHO.

Na falta de conselhos melhores, resolvi que posso e que devo, mesmo maradonizando o sistema, fazer tudo aquilo que precisa ser feito, custe o que custar. Mesmo que custe muito.

Semana que vem posto algo mais interessante, prometo (algo sobre briga entre travestis, casamentos ridículos ou, mais possivelmente, resenhas severas sobre o comportamente do público africano na Copa, que promete ser histórico)

Topo do playlist:

Disco azul e disco verde dos Engenheiros. E só!


Pensamento da semana:


Para a construção de um castelo é preciso livrar-se do barraco

sexta-feira, 4 de junho de 2010

EQUAÇÃO TRI-ELEMENTAR DO PROCEDER ALHEIO




Tomando banho pensei em alguns temas pra postar aqui. Todos extremamente imbecis e irrelevantes, e, por isso mesmo, sensacionais dentro do que este espaço se propõe a expraiar: MERDA.

Aí, cuando estava cuase decidido a mandar um freestyle sobre meu plano mirabolante para a publicação da minha próxima OBRA, tive a grande ILUMINAÇÃO RACIONAL

Resolvi me expor ao ridículo e ao insulto público. Explico:

Outro dia um amigo apareceu com a seguinte CHARADA:

- Quem é essa pessoa? Black Metal + Sexo + Sorvete?

Poucas vezes ouvi uma definição tão ABSOLUTA do PROCEDER e do MODUS VIVENDI de uma pessoa. Demais! Demais! A simplificação do ser, a degradação do indivíduo! Tratados de 10 páginas? O caralho! O esteriótipo e a ode ao simplório é o que liga!

Depois de muito pensar (2 minutos) cheguei à conclusão de quais 3 TAGS resumem minha existência. Mas a minha opinião não interessa. Eu quero a de vocês, meus AMIGOS

ps: sem anonimato. Quem tá na chuva é pra se queimar

Como incentivo, passarei a EQUAÇÃO de alguns AMIGOS:

José Luis, O PEIXE:

BOMBACHA + URUGUAY + GERALDOGRÊMIO

Rafael Froner:

Cannabis + Internacional + cerveja

Renan Alexandre Saggin:


Randomismo + Contradição + Cannabis

Marcell Schröer, O MACACO-PREGO:

Resenha severa + Mau-caratismo + Bergamota

Thiago Montemezzo, O BOLA:


Pagação de embuste + manutenção do meu computador + porta-mala com cerveja

Fabiano Oliveira, O JAPA:


DVD do Pride + Pagan Metal + Vítima de planos de viagem completamente imbecis



CASO VOCÊ TAMBÉM QUEIRA LEVAR SUA EQUAÇÃO, NÃO SE ACHIQUE EM PEDIR. NÃO COLOQUEI GURIAS POIS AS MESMAS PODEM ACHAR A EXPOSIÇÃO DE SUAS VIDAS SEXUAIS/MANIAS BIZARRAS UM TANTO CUANDO DESAGRADÁVEL.

Topo do playlist:

Odeio música. Até segunda ordem.

Pensamento da semana:

Não há mente forte o suficiente que não possa ser mindfuckada pelos anos 10.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Semana promissora


O que eu posso esperar de uma existência que me faz parecer um anão de 1,20 numa fotografia?



A semana começa prometendo ser bastante desagradável. Tranquilo, tudo visa um bem maior e o revanchismo é a lei.
Como provavelmente não terei tempo/saco pra postar algo novo por aqui, vou deixar 2 links que podem ser interessantes (ou não).


http://www.4shared.com/audio/NX3c_OFl/TABACARIA_SEGUNDA_-_FRONER_Y_L.html

Música nova do Froner: Tabacaria Segunda

www.cuartodosfundos.blogspot.com


Reativada estava merda.

No momento, é tudo.

Topo do playlist:


Tabacaria Segunda - Froner
Los Hermanos - Atahualpa Yupanqui
Teia de aranha - Almôndegas
Vedanta - Froner
La Viajerita - Jorge Cafrune

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Mal-humorados: um guia de conduta para com eles



Resolvi postar a "faixa-título" do meu último livro.
Agradecimentos Polarescos pra Ana Seerig que teve saco para digitar esta merda, diretamente do livro.

Ótimo, pois eu tenho o hábito de obliterar as coisas já publicadas em papel, para, finalmente, num rompante borgeano, livrar-me delas.

Mal-humorados: um guia de conduta para com eles


Há pessoas que acordam todo o santo dia de mau humor. Considero tal comportamento irritante e irrito-me muito mais por estar consciente de que sou uma dessas pessoas.
Aliás, para ser mais específico, eu não acordo. Eu regresso de uma breve temporada de hibernação. E coitado do vivente que disser: Bom dia!

Certo. Com o passar das horas vou me tornando menos insuportável - para os outros e para mim mesmo - e, dizem alguns, lá pelas 19 horas até posso ser uma companhia tolerável. Inclusive gostaria de deixar por escrito o meu protesto contra o sujeito que considerou uma ideia plausível os viventes urbanos acordarem antes das 9 horas.

Acontece que sou tão-somente um exemplo de mal-humorado. A casta dos antissociais matutinos tem muitas categorias e subcategorias notáveis.

Eu, por exemplo, conheço gente que há mais de três anos dorme com uma pistola debaixo do travesseiro e faz questão de deixar tal coisa bem às claras para quem quiser - ou não - saber; tem também aquele que ajuda a sustentar a indústria de despertadores de Taiwan, mantendo a média de consumo em 3,25 despertadores/semana; tenho um amigo que é primo de um cara que estudou com a ex-namorada de um sujeito que, reza a lenda, por ser um funcionáro muito eficiente em sua repartição, tinha a regalia de ficar isolado em uma sala, sozinho, até às 11 horas da manhã, com um aviso de 'não-alimente' afixado no cadeado da porta.

Mas o mal-humorado é, na verdade, uma vítima. Sim! Pois não há disposição contrária ao mau humor nos códigos legais brasileiros. Somos antissociais matinais e com todo o direito de sê-lo! E é tão simples lidar conosco... Basta observar os sinais: as expressões corporais, os periféricos e, quando há, as palavras do interlocutor. Se você é um desses que insiste em dialogar com bichos-do-mato, fique atento aos exemplos:

1. Expressões corporais:

a) Acontecimento: o Menezes entra pelo pátio da empresa cuspindo no chão e balançando a cabeça. Dá uma bicuda no cachorro que por ali passa e ignora o cumprimento dos colegas. Ah! Estamos numa segunda-feira e faltam doze minutos para as 8 horas da manhã.

b) O que você faz: chega com um sorriso tosco e tenta contar uma piada de corno pro Menezes.

c) O que acontece: você, com sorte, leva uma cusparada na cara. E só assim desconfia da razão do humor péssimo que assola seu amigo.

d) O que você deveria ter feito: ignorar a entrada do Menezes na sala. Nem que para isso precisasse sumir por uns instantes, refugiando-se no banheiro. Com o passar do dia - ou da semana - o Menezes até vai ter saco pra ouvir uma das suas piadas sem graça.

2. Os periféricos:

a) Acontecimento: seu companheiro de peladas de domingo de manhã, no campo da Vila do Adeus, o Gaguinho, finalmente está em liberdade condicional, após cinco anos de reclusão.
Dizem que o rapaz dedicou muito do tempo na prisão em atividades relacionadas a quebrar pedras, com fins de remissão penal. Gaguinho aparece no campo pra jogar. Ele está exalando um cheiro estranho e, além disso, tem uma pupila muito mais dilatada que a outra, pisca sem parar e está portando um revólver calibre 38. Cano curto, é claro.

b) O que você faz: pra quebrar o 'gelo', é óbvio, você toma a dianteira e vai logo perguntando:
- E aí, Gaguinho... vai jogar só no desarme ou mais preso pelo meio? Ah, não! Hoje você quer jogar com mais liberdade, né? Mas olha só, aqui no time a coisa é pegada. Enquanto descansa tem que quebrar pedra.

c) O que acontece: você é baleado.

d) O que você deveria ter feito: de preferência, ter ficado na sua. Mas é claro que um imbecil do seu naipe não pode ficar quieto. Então, que dissesse:
- E aí, Gaguinho... beleza? Seguinte: eu tô machucado. Tu joga no meu lugar?
Ah, sim! E de preferência vá embora antes que ele comece a atirar em algo.

3. As palavras do interlocutor:

a) Acontecimento: você é daqueles que têm algum tipo de prazer mórbido em acordar cedo no sábado. Desperta antes mesmo que o Sol tenha coragem de fazê-lo. Como não acha ocupação pra sua manhã insone, julga fazer grande coisa indo acordar algum amigo seu.
A vítima é o Felipe, cujo qual você sabe, saiu na noite anterior e deve estar chumbado na cama. O mau humor desse camarada é ponto de referência na cidade. E você, evidentemente, vai até a residência do supracitado moço.
Chegando lá, convence a mãe do sujeito a acordá-lo. Relutante, ela vai:
- Felipe!
- ...
- Felipe, acorda!
- Sai daqui, caralho!
- Felipe!
- Porra, me deixa dormir, pqp!

b) O que você faz: mesmo ouvindo os insultos proferidos à própria mãe, seu 'desconfiômetro' não acusa, e você acaba entrando no quarto do rapaz, puxando as cobertas e abrindo as janelas.

c) O que acontece: o Felipe treina Jiu-jitsu e lhe aplica um double-leg.

d) O que você deveria ter feito: pra começar, seria bom ter morrido no parto. Como se criou e chegou até tal circunstância, deveria ter ido embora epar sua casa e mrgulhado de volta na cama. Não por sono, mas por poupar os outros de aturá-lo acordado.

Como podeis ver, nós, os mal-humorados, atédamos a oportunidade de sermos reconhecidos e não importunados. Entenderam? Sim? Ótimo! Não? Azar o seu, agora me deixe dormir.


Topo do playlist:
repertório do Cuarteto Alejándro Córdoba (Engenheiros do Hawaii, discos verde e azul, basicamente)

sábado, 15 de maio de 2010

Vuelvo a la sierra



Comprei e li no mesmo dia. Altamente recomendado.



Assunto 1:

Povo pagão:

Após duas tentativas de FUGA do hospital para assistir ao jogo da Libertadores (sem a menor condição de andar, quanto muito de assistir a um jogo), fui alocado numa sala vip, meio dopado ainda e angariando a simpatia das enfermeiras com galanteios que me encheriam de vergonha se por um mero acaso eu me levasse as sério.

Enfim, estabilizado, pude voltar para Caxias. Ficarei mais uns 10 dias sem trabalhar(ou sejá como chama o que eu faço pra sobreviver)e depois o corre volta ao normal.

Fim do assunto.


Assunto 2:

Agora eu expurgo sêmem aqui também:
http://coletivomarte.wordpress.com/colunas/esquina-do-sul-do-mundo/

Fim do assunto.

------------------------------------------------------------------------------------


Assunto 3:

Simulacros

Em meio à corrida desenfreada e à busca incessante por novas tecnologias, alguns intrépidos remanescentes do sistema antigo – a Resistência – combatem bravamente esta ameaça ao incômodo e ao sofrimento desnecessários: o utensílio contemporâneo.
Para estes heróis, nada pode ser mais comodista e antinatural à espécie humana que a ferramenta adequada, a bitola certa, a medida exata.

1)

- Pintar com o pincel até eu! Eu quero ver é pintar com o pincelote!
- E o que diabos é o pincelote, Camargo?
- Ahhhhh, o pincelote é assim... tu tem que pegar uma madeira, ou uma vareta ou até o próprio graveto. Aí tu pega uma cordinha, um nylon ou o próprio barbante. Aí tu pega uma esponja. Aí tu amarra o graveto, ou a vareta, ou a madeira na esponja... usando o barbante, né? Ou o nylon, ou até a própria cordinha e pronto! Tá aí o teu pincelote!
- Uhn... mas é mais fácil de pintar com isso aí, Camargo?
- Mas é claro que não! Dá muito mais trabalho e é bem mais difícil de fazer ficar bom!
- Camargo, pra quê que eu vou querer pintar com algo que, além de dar mais trabalho, precisa ser manufaturado, e, de quebra, ainda deixa o serviço pior?!
- Pff... logo se vê que tu é um deitado!

2)

- Opa, opa, péra lá... o que que é isso que tu tá usando pra desparafusar este parafuso?
- Uma chave de fenda, lógico!
- Ahh! Mas com chave de fenda qualquer um. Quem é bom tira parafuso com a própria faca sem ponta!
- Camargo, eu não tenho uma faca sem ponta a mão. Além do mais, eu aprecio utilizar a ferramenta correta.
- Aaaaahhhh... mas é porque tu tem a tal ferramenta a mão! E na hora em que não tiver? Como é que fica?
- Sei lá, Camargo, sei lá!!! O fato é que pra tirar ESTE parafuso aqui, eu tenho a ferramenta. Agora, será que eu posso fazer o meu serviço em paz?
- Tá ok, usa aí a tua chave, se é o que tu tem a mão...
- Obrigado, Camargo!
- De nada...
- (...)
- (...)
- (...)
- (...)
- Camargo...
- Oi?
- Quer parar de fazer sombra? Não tô conseguindo ver o parafuso!
- Aaaaaahhhhhhhhh... mas enxergando o parafuso é fácil... eu quero ver...

Enfim, vocês entenderam!

Topo do playlist: Almôndegas (toda a discografia), Cartolas, Cenair Maicá, Havayoth e Gotan Project no RANDOM E REPEAT

sexta-feira, 7 de maio de 2010

PRIMEIRO GRANDE EXPURGO DO ANO ou SPARTHAGGEN!!


LA VITTA È UN MARCO MATERAZZI. IO SONO UN ZLATAN O UN SHEVCHENKO. DOPO ALCUNI MESI DELLO ANO, IO SONO STANCO.


Passo a oceanos de distância de ser uma criatura perfeita.
Aliás, passo a oceanos de distância de ser uma criatura sequer decente e socialmente adequada.
Não, minto. Eu passo a universos de distância de ser um exemplo de conduta para qualquer coisa que seja.

Entretanto, AINDA ASSIM, eu tenho direito a algumas coisas que eu gostaria que fossem melhor observadas (OBSERVADAS E NÃO RECLAMADAS, COMENTADAS OU RESENHADAS COMIGO, nem perguntas do tipo "ow, eu faço tal coisa? Não quero ter de dissertar sobre, só quero pedir encarecidamente...), afinal, eu sei que, apesar de eu ser um lixo, procuro agregar algo de positivo na vida das pessoas, então...

1 - Por incrível que pareça eu APRECIO TER UM MÍNIMO DE PRIVACIDADE. Muitas vezes algumas coisas fogem de controle e meu único lugar disponível para ficar tranqüilo é o minúsculo estúdio que mantenho como local de trabalho, por assim dizer. O mesmo é pequeno, insignificante, feio, ridículo e tem 3x6 de área total. É quase um Uruguay, em suma. Eu já não acho que estou num hotel 5 estrelas, então, realmente não é NADA AGREGADOR eu ter um dos meus raros momentos de felicidade, estando completamente sozinho, EXTIRPADO com minha porta sendo batida incessantemente. Eu sei que sabem que estou aqui. Eu sei que sabem que, se não estou dormindo e/ou com os fones de ouvido, eu estou ouvindo as batidas. Só quero ser deixado numa relax, numa tranquila, numa boa. Passo o ano inteiro lidando com pessoas ou com músicos (que é um híbrido entre o homem, o macaco e o próprio vampiro), então, repito, só quero poder ter momentos de silêncio ou música do meu agrado nos ouvidos.

2 - Pode soar estranho ou absurdo, mas eu REALMENTE NECESSITO de períodos de TOTAL ISOLAMENTO, pelos motivos supracitados. Apesar de eu ter a relevância de um Turcomenistão, minha energia vital é incessantemente sugada de maneira GRUPAL E PREDATÓRIA. Eu sei que eu também não sou um exemplo de excelência como pessoa, mas eu realmente gostaria de poder sumir volta e meia sem que comecem a fazer BUSCAS e LIGAÇÕES DESNECESSÁRIAS.

3 - É de conhecimento de alguns que estou passando por um momento delicado. Tenho um vizinho imbecil, covarde e enrustido que está expurgando uma pilha de processos contra mim movido somente pela síndrome do micropênis. Vai perder todos os processos, mas tal FATO gera muitos outros CORRES e minha qualidade de vida está sendo ESTUPRADA. Como minha única consolação NO MOMENTO é saber que haverá uma REVANCHA de proporções medievais e que o mesmo está acuado dentro do apartamento - fazendo pouco barulho, inclusive - eu preciso ficar tranqüilo para não resolver o problema através do único jeito que sei e que a justiça dos homens não apóia. Tenho que manter-me tranqüilo, pois tenho realizações artísticas de outras pessoas nas minhas mãos e não posso correr o risco de passar um tempo AFASTADO DAS RUAS.
Então, QUANDO EU DIGO QUE TENHO UM ASSUNTO PRA RESOLVER E NÃO POSSO RECEBÊ-LO, NÃO QUER DIZER QUE NÃO QUERO RECEBÊ-LO. QUER DIZER QUE EU PROVAVELMENTE ESTOU BATENDO MEU PONTO NO FÓRUM DA CIDADE OU, QUIÇÁ VISITANDO MEU ADVOGADO, OU, QUIÇÁ MEXENDO EM ALGUMA MÚSICA, OU, QUIÇA TENTANDO ME DESMAGNETIZAR.

4 - Eu desenvolvi ÚLCERAS e MAIS ALGUNS PEPINOS este ano. Vou ter que passar umas duas semanas em POA tratando problemas de saúde que sempre fiquei feliz em não ter. Por obséquio, PAREM DE ME ESTRESSAR, DE ME TORRAR A PACIÊNCIA, DE ME COBRAR COISAS QUE NÃO PROMETI (o que prometi pode ser cobrado sem problema), DE DISCORDAR DO MEU MÉTODO PELO ÚNICO MOTIVO DE DEMONSTRAR QUE TAMBÉM POSSUEM UM MÉTODO, MESMO SE ESTE VOSSO MÉTODO FOR UM MÉTODO DE MERDA, DE ME TELEFONAR PRA QUALQUER COISA QUE POSSA SER RESOLVIDA POR MESSENGER OU POR TELEPATIA. ETC.

5 - Acredito já ter demonstrado diversas vezes que eu CAGO E ANDO pra dinheiro. RASGO MESMO. Não faço questão de abraçar qualquer trabalho que vá somente acabar com minha sanidade em troca de algumas centenas ou uns poucos milhares de Reais. Você acha que o negócio é ganhar dinheiro? Ótimo. Aplique VOCÊ essa sua FILOSOFIA IMBECIL na SUA SEARA.

6 - Apesar de não ser usuário de drogas, minha mente é um queijo suiço. O alto índice de perturbação dos últimos 2 anos (acentuado nos últimos meses) tem causado danos SEVEROS à minha memória. Eu tenho toda a paciência com suas lacunas de funcionalidade. Tenha você também com a minha, até porque é possível que sua parcela de culpa nisso tudo EXISTA e NÃO SEJA TÃO PEQUENA ASSIM.

7 - EU NÃO VOU À SUA CASA OU LOCAL DE TRABALHO CONTAR VANTAGENS, MENTIRAS OU PAGAR QUALQUER EMBUSTE QUE SEJA. FAÇA O MESMO EM RELAÇÃO A MIM.

8 - Eu acompanho futebol de maneira obcecada desde 1993, aproximadamente, o que quer dizer que eu tenho certo conhecimento do que acontece. COLONOS BAILEIROS TORCEDORES DO JUVENTUDE: PAREM DE CONTAR MENTIRA SOBRE FUTEBOL PRA MIM POIS SUAS FONTES DE INFORMAÇÕES NÃO SÃO CONFIÁVEIS. No mesmo sentido, É CLARO que eu tenho o maior respeito ao direito de a pessoa torcer para o time que bem lhe aprouver, AGORA, SUJEITO QUE PASSA O ANO DIZENDO QUE NÃO LIGA PRA FUTEBOL, QUANDO O TIME GANHA VIR ENCHER O MEU SACO, É SUMARIAMENTE BANIDO, NÃO SÓ DA VIDA VIRTUAL COMO DA REAL.
Se você, por exemplo, passou 2 anos dizendo que era torcedor do Juventude e quando o Grêmio ganhou o campeonato gaúcho colocou frases alusivas ao título no msn, você foi DELETADO, BLOQUEADO e espero que não volte a me procurar (não, não é brincadeira. Fiz isso anos atrás e não me arrependo das pessoas que saquei). Acredito no futebol como um microcosmos da própria vida, e, se você não tem integridade de caráter pra abraçar seu time em todos os momentos, não faço a menor questão de ser seu amigo, pois sei muito bem o que faria caso eu precisasse de você.

9 - Não espalhe boatos infundados sobre minha vida pessoal. Pesquisando um pouco com certeza é possível descobrir algo verídico MUITO PIOR do que os boatos.

Deve ter mais coisa, mas estou muito cansado pra continuar. Eu não tenho raiva de ninguém, gosto MESMO dos meus amigos e tolero os meus conhecidos. Estou fazendo isso pois não quero que aconteça comigo nada sequer PARECIDO com o que aconteceu com um cara aqui em Caxias, que, embora os maiores problemas tenham sido sua tara sexual pelo dinheiro e compulsão patológica pela mentira, também pesou o fato de não ter paz um minuto e ser sumariamente sugado por outrem.

Estou oficialmente indo pra POA resolver os meus troloris médicos entre segunda de noite e terça pela manhã! Não tem mais como adiar.

Abraço!

Topo do playlist:


Almôndegas - Piquete do Caveira
Almôndegas - Futurismo
Almôndegas - Em palpos de aranha
Racionais - Vida Loca I
Racionais - Vida Loca II

Pensamento da semana:

Eu AVISEI que o caminho DEFINITIVO para a centroavância estava logo ali, no MOBRAL.

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Post descontroladamente longo. Dividirei em 2 partes para que você possa escolher qual vai ler




Depois que li este post, que aliás, é genial, achei por bem fazer algo parecido. Já estou redigindo algumas páginas que deverão servir de prefácio para a próxima merda que eu publicar. Mas, aqui, curto e conciso, deixo em tópicos as máximas do meu proceder.

1 - Dentre tudo aquilo que me suga, há o que me fortaleça. Coisas pequenas me sugam, coisas grandes me fortalecem, ou seja, o ato sugar minha energia vital e minar minha paciência ou encher o meu saco por horas, dias, semanas, meses, não será obliterado por alguma pequena e insignificante gentileza.

2 - Por ser completamente CONSCIENTE da minha própria imbecilidade, procuro me afastar de imbecis que pensem que são gênios.

3 - GOSTO e MUITO de fazer chacota com os seguintes tipos de palhaços:

a) cornos que se pensam superiores enquanto suas namoradas dão para, por exemplo, o vocalista da Álgida ou qualquer outra banda;

b)imbecis que se levam a sério por conta de sua atividade normalmente irrelevante;

c)artistas fracassados do meio musical que, diferentemente de mim não percebem sua falta de talento e aptidão, e, logo, não buscam algo dentro do meio em que sejam bons, continuando a proliferar o péssimo, o desnecessário, o desagradável.

4 - Não gosto de ser julgado, portanto não julgo.

5 - Contradição é lei: vedanta
6 - É de conhecimento geral das pessoas próximas (por minha escolha ou falta de opção) a mim que TODA E QUALQUER notícia, fofoca, baixaria que aconteça com QUALQUER pessoa que eu conheça em CXS acaba por cair no meu colo, mesmo eu não tendo interesse algum. Tal evento acontece, creio, por eu ser confiável e as pessoas saberem que não repasso esse tipo de coisa. O que dá a letra para o número...

7 - Sei que mais da metade das pessoas finge que gosta de mim por eu saber demais sobre elas. Não me importo. Continuem sorrindo quando eu passo. Gosto de ver dentes.

8 - TENHO O PÉSSIMO HÁBITO DE SACRIFICAR MINHA QUALIDADE DE VIDA E ACEITAR EVENTOS COMPLETAMENTE AGRESSIVOS À MINHA SAÚDE FÍSICA E MENTAL VISANDO UM BEM MAIOR. ACREDITO COMPLETAMENTE EM ALGUMAS COISAS QUE FAÇO, E, EM MEIO À TOTAL PROLIFERAÇÃO DE FRASES DESCONEXAS, CITAÇÕES FALSAS VISANDO DESINFORMAR E DESAPEGO QUASE ABSOLUTO, EU REALMENTE DOU ALGO ALÉM PARA QUE UMA OU OUTRA COISA IMPORTANTE FUNCIONE E VEJA A LUZ DO DIA.

9 - A frase: "EU NÃO ME IMPORTO". Alguns (algumas, normalmente) têm o delírio de pensar que é uma frase de defesa por conta de (coloque aqui sua avaliação psicológica de guria retardada que só serve para ter o útero e/ou cara ejaculadas). Logo percebem que não. Eu realmente NÃO ME IMPORTO.

10 - EU NUNCA FALO O QUE VOCÊ DEVERIA FAZER, PORTANTO, POR GENTILEZA, EVITE AO MÁXIMO DIZER O QUE EU DEVERIA FAZER. POSSO SER ACUSADO DE INGERÊNCIA EM CERTOS ASPECTOS. NÃO ME OBRIGUE A CITAR AS SUAS INGERÊNCIAS. EU SOU UM COMPLETO IMBECIL E ACEITO NUMA BOA. VOCÊ, TALVEZ, NÃO ACEITE QUE É OU CORNO, OU UM FRACASSADO COMPLETO NO QUE FAZ, OU UM ALCOÓLATRA COSTUMAZ, OU UM PUXA-SACO DE ALGUÉM QUE ODEIA ETC.

11 - Sou extremamente acessível e adoro conversar com toda e qualquer pessoa legal que queira me conhecer ou só falar merda.

12 - TENHO O PÉSSIMO COSTUME DE PAGAR PRA VER.

13 - Tenho ereções com carreiras sendo encerradas (difícil de explicar, mas terá post específico sobre)

Por enquanto é só.



------------------------------------------------------------------------------------

Como estão me perguntando direto: pego os resultados dos meus exames hoje. Segunda ou Terça dou a data certa da viagem. Não menti para ninguém sobre o que tenho. Apenas passei versões limitadas da verdade e uma quantidade incrível de evasivas e relativizações. Quando disse que não queria comentar a respeito, só o Ânderson conseguiu entender.
Não serei overizado, mas, ao contrário do que o Renan pensa, desta vez não é mais uma das minhas paranóias, como os seguintes eventos:

2006 - Minha perna tá apodrecendo e tem vermes nela!!!! (durante uma cicatrização complicada pós-tatuagem e eu ver pedaços de pele branca - LÓGICO - surgindo em meio ao caos de tinta e infecção)

2007 - Estou morrendo, não cosigo respirar. É o fim!!! (durante micose facilmente detectada pelo médico. Minha respiração voltou ao normal logo depois que ele disse ser uma micose)

2008 - É um tumor! Eu sei! ACABOU! Eu não quero ficar aleijado!!!! NÃO É JUSTO!!!! (durante cisto no joelho facilmente curado com UM MÊS de tratamento a base de remédios e um pouco de fisioterapia)

2009 - Cara, tô ficando careca! OVER! É algum problema mais grave!!!! (durante queda de cabelo que durou 1 semana, se tanto)

Infelizmente desta vez o pepino existe, mas eu voltarei mais guri que o CLEMER.

E agradeço a preocupação dos meus amigos. Eu sei que vocês vão disputar a SOCOS os meus livros e/ou instrumentos no caso de eu ir formar a trinca de volantes do inferno. TÔ VIVO, TÁ! Bando de urubu!



Topo do playlist:
Tanghetto, Miles Davis, Matt Murphy, Froner no grau e no repeat

terça-feira, 27 de abril de 2010

Cuando lleva la estación, me pongo en aires de hidalgo

O inverno se aproxima e com ele uma série de sensações e sentimentos que tenho até certa dificuldade em explicar.
Quase todo o meu prazer nesta estação é saber que eu NUNCA MAIS vou ser obrigado a acordar cedo e enfiar minha fuça na rua antes de o sol fazê-lo. Boa parte da coisa que me tornei tem relação direta com a escola, e, mais diretamente ainda, com a necessidade de ir até a mesma desaprender enquanto passava frio e raiva.

ACABOU!

Hoje, tenho planos bastante claros para a estação e quero dividí-los com todos, em tópicos:

INTRO: Depois que eu voltar de POA em razão dos troloris já explicados...

... obter minha vida de volta e estabelecer a NOVA ORDEM no apartamento (que nada mais é que a reedificação da soberania apartamental)

assistir a TODOS, eu disse TODOS os jogos da Copa do Mundo SOZINHO ou com CONVIDADOS da mais alta categoria (Renan, Froner, Pexe, Bola). Mulheres serão admitidas desde que não se oponham a sofrer assédio sexual severo. E, não, eu não estou brincando.

dar um grau de proporções inexoráveis no próprio chimarrão, pinhão, cerveja alemã e San P.

aplicar o copeirismo no edifício

protelar os trabalhos em andamento até deixar todos, eu disse TODOS os artistas e/ou palhaços que tocam IRREVERSIVELMENTE PUTOS comigo.

convidar o Japa pra fazer alguma coisa que envolva cerveja e muito planejamento insólito depois de bêbados

convidar a Gabriela e a Tábata para um café e CONSEGUIR fazer acontecer

convidar a Cínthia para tomar um café, pegar meu livro de volta após 8 anos e não ter uma postura sexualmente inadequada em público (falar alto que ela está transando mandril ou fazendo programa em troca de pedra enquanto me acaricio)

realizar a viagem rumo al sur

fazer um show de teste com o Froner

tentar não incendiar o apartamento com a lareira este ano


É MAIS OU MENOS ISSO

Topo do playlist: coloquei o vinil do Iron "The number of the beast" pra relembrar os meus 15 anos e porque, sei lá a razão, me lembra inverno.

Pensamento da semana: Volta Império Otomano

sexta-feira, 23 de abril de 2010

A vida bate constantemente um CORNER KICK na minha genitália



Eu, há algumas semanas, efetuando com afinco e profissionalismo meu trabalho muito bem remunerado de produtor do primeiro disco da Álgida.

Semana sem muita coisa de novo: indo e voltando entre fazer e pegar exames médicos, prática do Velho Jogo, gravação de bateria para o disco da Capitão Córdoba e hoje vou até o Vagão para resenhar prestigiar o show da Impostores. E finalmente começou, de fato, a Libertadores da América.

Em suma, como tive um pouco de tempo hoje, resolvi postar alguns links de músicas de vagabundos artistas que gravaram/estão gravando comigo, neste ano de 2010 e troloris coquais...


http://www.myspace.com/jotal

J.L: RAPPER DA RURGS. VOZES GRAVADAS POR NOSOTROS

http://www.4shared.com/file/255145840/83b6b8be/Sem_frescura_nem_tabu_-_Froner.html


http://www.4shared.com/file/252728985/307f99e4/ESQUINA_DO_SUL_DO_MUNDO_-_FRON.html


FRONER: PONTA-DIREITA CLÁSSICO DE 1,34 DE ALTURA, BÊBADO FOLCLÓRICO E MILONGUEIRO

http://palcomp3.com/impostores/


IMPOSTORES: AGLOMERADO DE JUVENTUDISTAS, BÊBADOS OU VACARIANOS TOCANDO UM MIX UP ENTRE ROCK, BAILÃO BAIXO-ORÇAMENTO E MÚSICA DE PUTEIRO

Topo do playlist:

Noriel Vilela - 16 toneladas
Franz Ferdinand (Daft Punk Remix) - Take me Out
Jet - Are you gonna be my girl
Jet - Put your money where your mouth is
Muse - Supermassive Black Hole

Pensamento da semana:

A vida bate constantemente um CORNER KICK na minha genitália

terça-feira, 20 de abril de 2010

Passada rápida



SIM, FRONER! DIGITEI "FRONER" NO GOOGLE PRA TENTAR ACHAR UMA FOTO TUA E A PRIMEIRA COISA QUE APARECEU FOI UMA FOTO DA TUA IRMÃ. POSTEI POR 3 RAZÕES: ELA É SÓ UM POUQUINHO MAIS BONITA DO QUE TU (E MAIS LEGAL), ELA É MAIS FAMOSA DO QUE TU E, UBER ALLES, SEI QUE ISSO VAI ESTRAGAR O TEU DIA.
E RECLAMAR VAI SER PIOR. NINGUÉM MANDA TER IRMÃ ATRIZ FAMOSA.

ENFIM...

O Breda apareceu aqui antes de dar um GRAU/DROP e gravou o baixo da Vedanta, do Froner, nosso anão-milongueiro.

Aí pensei: se ele conseguiu vir gravar, também consigo eu finalizar a música.

Então, tá aí: single novo do Froner: VEDANTA!

http://www.4shared.com/audio/WfjYgoRD/Vedanta_-_Froner.html


Topo do playlist:

Vedanta - Froner
Cabanha Toro Paso - César Oliveira e Rogério Melo
Retrato de Pampa e Invernia - César Oliveira e Rogério Melo
Achocha Malungo - Noriel Vilela
Saravando Xangô - Noriel Vilela

domingo, 18 de abril de 2010

Ai, dotô...


Espero que meu enfermeiro não seja como o negro deste filme, cuja PEMBA é PANTAGRUÉLICA e utilizada pelo SISTEMA ANTIGO


EU SABIA que havia algo de errado.

Sem muito troloris, explicações (nem por aqui nem pessoalmente) e sem terrorismo basco:

Entre o dia 25 de Abril e 5 de Maio (período estimado, podendo variar para mais e para menos) terei de ir para Porto Alegre realizar um procedimento hospitalar por razões de saúde.
PARA EVITAR HISTERIA COLETIVA, comemorações antecipadas fail e/ou bolão de apostas sobre meu óbito, deixarei claro alguns pontos:

- NÃO é nada a ver com "sexualmente transmissível. Não mesmo.";
- NÃO é nada que - ao menos teoricamente - vá me matar;
- NÃO inclui meu pênis nem tampouco meu ânus;

As datas do estúdio serão redirecionadas para outras datas, então, repito, SEM PÂNICO.

Estou postando isso hoje porque durante a semana talvez eu não tenha tempo para muita coisa, posto que: exames para fazer, coisas para gravar, Libertadores da América.

Abraço, tigrada.


Topo do playlist:


Emprestei meu cabo de áudio para a formatura do Tarciso Vacaria e esqueci de pegar de volta, ou seja, silêncio.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Cartilha pós-moderna do redator de insultos




Este é o título do meu próximo livro, caso eu venha a publicá-lo.
Enjoy.

ps: Não corrigi. Quero que se foda.

A palavra escrita é algo realmente fascinante no que concerne às suas inúmeras possibilidades no campo do insulto. Bem verdade que a palavra falada lhe dá a indiscutível vantagem de dificultar um processo por parte do insultado. Mas viver um pouco perigosamente tem o seu encanto.

E, além do mais, eu ainda sou do tempo em que o guasca assinava embaixo da opinião que emitia e não ficava a escorregar como falo de travesti em bunda de empresário dono de camionete com vidro peliculado.

Também quero deixar muito claro que há de se respeitar um código de ética quanto à publicação de palavras com cunho ofensivo a outrem. Jamais, eu disse jamais!! Devemos afirmar qualquer coisa que seja de maneira insistente. Jamais!

E nem tampouco apelar pra meias medidas: se nos rebaixamos a redigir um período com o intuito de agredir, devemos AGREDIR! É como no futebol: se for pra ser expulso, leve a carreira do patife junto consigo!!



Sem dó, como nas atuações do profissional liberal citado no primeiro parágrafo.



Obviamente não posso esperar de cada cidadão uma boa formação no campo textual do insulto. As professoras de redação passam a faculdade de Letras inteira em devaneios com vibradores e não têm capacidade nem espírito para ensinar algo de útil para a gurizada (professoras, menos pó e mais empenho, sim?). Mas calma, com este artigo você não ganha somente entretenimento e uma certeza de tempo mal-aplicado. Não. Você ganha a:



CARTILHA PÓS-MODERNA DO REDATOR DE INSULTOS



1 – Nunca redigir insultos contra cegos e/ou analfabetos, pois alguém terá de ler para eles o que anulará o impacto que somente a leitura proporciona



2 – Criar uma árvore genealógica falaciosa que o coloca como descendente direto do pior exemplo possível de ancestral daquela etnia/credo (ex: alemão: Hitler, italiano: Mussolini; judeu: Henry Sobel ladrão de gravatas; espanhol: Generalíssimo Franco; católico: Judas, etc) ressaltando MUITAS vezes durante a dissertação a inexorabilidade do atavismo nas ações daquele...



3 – Comparar a sociedade com um zoológico e sempre pontuá-lo na metáfora como algum animal de chifres ou com o próprio cuco.



4 – Basear todos os impropérios em sofismas absurdamente irritantes, porém convincentes.



5 – Terminar um parágrafo, sempre que possível, com alguma frase hipócrita. Ex: “no fundo eu sinto pena dele” ou “só falo isso para o bem dele”



6 – Ridicularizar o que ele faz (ou pensa fazer) de melhor



7 – Insinuar que os filhos dele na verdade são de outro



8 – Usar as palavras “COITADO”, “IMPOTENTE” e “FRACO” sempre que possível



9 – Lançar perguntas absurdas ao insultado, durante o texto. Ex: você se lembra na casa de quem a polícia encontrou duas menores de idade seminuas enquanto a mulher do dono da casa viajava?



10 – Fazer alusões extremamente diretas e debochadas sobre fatores de humilhação. Ex: chifre levado, emprego perdido, surra levada etc



É importante lembrar, ainda, que apesar de esta cartilha ser muito abrangente, nós, que temos o português como língua-mãe, ganhamos a vantagem de estarmos sob a jurisdição, por assim dizer, de uma língua altamente rica em vocabulário, possibilidades de adjetivação, sinônimos e a porra toda, portanto, mãos a obra, galera. Pois se temos uma línguagem tão complexa, por que diabos iríamos querer utilizá-la em amenidades?



Acho válido, a visar a instrução correta dos novos redatores de insultos, que publiquemos nesta cartilha um exemplo, para que o iniciante (ou o já iniciado que pretenda especializar-se) possa guiar-se em um modelo.



Exemplo:



Fatores de motivação:



Você é um jovem criativo, com muita energia e que pretende montar uma banda.

Apesar de morar num edifício, resolve investir todas as suas economias na isolação acústica de uma peça, transformando-a num pequeno estúdio para ensaios.

Para evitar problemas com os vizinhos, além de observar as normas municipais concernentes à perturbação sonora em edificações urbanas (aquela coisa de decibéis), ainda encerra as atividades uma hora antes do limite estabelecido por lei.

Seu ótimo relacionamento com os vizinhos é exemplar. Todos gostam de você e todos odeiam seu vizinho de cima. Mesmo assim você trata até ele bem. Você é um cara legal e educado.

Nenhum vizinho reclama do barulho, a não ser o seu vizinho de cima, que alega coisas como: “quando eu encosto o ouvido na parede da área de serviço, sinto a vibração do contra-baixo”. Você é tranqüilo, mas seu vizinho vai minando sua paciência.

Certo Sábado, 16:00, seu ensaio é interrompido por uma súbita falta de luz. Após esperar por 15 minutos, decide, como que a receber a informação do subconsciente, averiguar se faltou luz em outro apartamento. É claro que só faltou no seu.

A chave geral da sua residência foi desligada e testemunhas viram sem vizinho sair há 15 minutos atrás, bastante apressado.



Carta:



Senhor Vizinho:



Redijo esta carta aberta a todos os moradores deste edifício, como que um pedido de desculpas. Desculpas a eles e não a vossa senhoria, lógico.

Desde há muito sou alertado sobre sua falta de caráter, mesquinhês e burrice. Idem quanto à sua obesa e intolerável esposa, que está sempre de péssimo humor (o motivo de tal humor também é muito comentado nas cercanias).

Reitero: desculpem, amigos, por eu ter vos ignorado.

Voltando à vossa senhoria: a baixeza de suas atitudes apenas evidencia uma pessoa com sérios problemas de relacionamento, que, não satisfeito em ter a antipatia quase total dos vizinhos, resolve, sem motivo relevante, completar o álbum de inimizades nos arredores de sua habitação.

Se eu fosse baixo como o senhor, comentaria sobre os evidentes calotes que o sr. e sua estimada esposa têm passado pelo comércio da cidade (não pensa realmente que as pessoas não sabem o que são aqueles envelopes com timbres de lojas em seus nomes, ahn?)

Se eu fosse mesquinho como o senhor, cobraria, como proprietário – aliás, muito mais antigo que vocês – o pagamento de todas as mensalidades atrasadas do condomínio, alegando que, se sua mulher comesse menos, além de diminuir a aparência de hipopótamo, ainda sobraria dinheiro para honrar seus compromissos. Até porque não me agrada a idéia de ficar sustentando vagabundo e as orgias gastronômicas da elefoa que dorme ao seu lado.

Se eu fosse burro como vossa senhoria, ficaria a resmungar, impotente (esta palavra deve lhe ser bastante familiar) como é de seu costume. Não! Eu escrevo esta carta e a deixo, em muitas cópias, pelos corredores. E o pior: não posso ser processado! Tentar me bater, dadas as circunstâncias, também não é uma boa idéia.

Testemunhas a seu favor? Que falta faz agora um pouquinho de educação de sua parte para com os outros...

Mas o pior é que eu, sujeito de boa índole e bons sentimentos, ainda sinto pena de sua situação: burro, fudido na vida, casado com uma mulher que só valeria alguma coisa se fosse vendida a quilo, sem amigos, devendo na praça... quem sabe lendo algum livro do Gasparetto a sua situação não possa melhorar? Piorar é difícil.

Além disso, andei pesquisando sobre o seu nome. Engraçado. Esta família é bastante conhecida no Sul da Itália (em presídios) e no interior do estado dando pequenos golpes. Um seu tataravô enriqueceu como grileiro e seu avô desperdiçou tudo em jogo... é, vossa senhoria é uma vítima do atavismo! Não é culpa sua. A falta de caráter está no sangue.

E já que foi despedido do emprego (faz 2 meses que seu carro está sempre na rua, ou seja, você não está trabalhando) tente melhorar seu nível como profissional. Certamente você não foi demitido por ser extremamente competente no que faz, certo?

Aproveite o tempo. Carpe diem! Faça um curso (mesmo que não tenha dinheiro, sabemos que isso não é problema para o senhor) ao invés de incomodar as pessoas de bem.



Finalizo esta carta dizendo que torço muito por sua recuperação e mostrando-lhe que é possível comunicarmo-nos sem grosserias, insultos ou sobressaltos.



Att.



Maurício Alejándro Kehrwald Cruz



Topo do playlist:

The Kids Aren't Allright - Offspring
Pretty Fly (for a white guy) - Offspring
All i Want - Offspring
Everybody - Backstreet boys
Stuck with me - Green Day

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Ser macho é foda



Ser macho é coisa séria. E não pense que é fácil: na sociedade contemporânea, com o advento da viadagem sem limites, da propagação do bissexualismo, do conceito de moderno que se tem em liberar o ânus para outrem, não ser gay é contravenção.

 Oi, você é H.T?
 Que?
 Hi hi hi, é sim... H.T. É sigla pra hetero...

Nisso você acha que entrou numa festa gay por engano, mas logo descobre que não: estando em uma cidade grande, qualquer festa é gay, pois todos são gays. Ou modernos, que são os gays que não têm a macheza de assumir sua baitolagem.
E a conversa continua, para o seu desespero:

 Você tá acompanhado?
 Tô com um brother aí!
 Ah. entendi...
 Não, não! Não entendeu. Vim com um amigo. Amigo mesmo. A gente não se come o rabo...
 Ai, credo! Já entendi! Dá pra ver que você é um... um... hetero convicto.- diz isso olhando-o como se você estivesse acabado de se cagar nas calças

A situação é tão patética que você sente uma ponta de orgulho de si mesmo por ter sido reconhecido como um membro da resistência.
Aí você tenta uma manobra arrojada:

 Tá, cara... e tu tá com alguma amiga aqui?
 Tô sim... com várias...
 Opa, cadê?
 Ai, bobo, esquece. Elas não gostam de homem, não...

Ser macho é complicado. É uma vida de grandes provações e hábitos analógicos em um mundo completamente digital. É usar a escada num mundo de elevadores. É assar a carne na brasa num mundo de forninhos elétricos. Em suma, ser macho é foda.

Macho deixa as unhas do pé crescerem até muito além do limite tolerável e não corta: vai tirando os pedaços com a mão
Macho se recusa a comprar papel higiênico macio. Um porque é mais caro e dois porque cu de macho não é pra ser massageado.
Macho sabe que é um absurdo comprar presunto quando se tem a mortadela por um preço muito mais em conta e possui o espírito apurado pra saber que pagar R$12,00 numa garrafa de cerveja belga é um dos melhores negócios do mundo
Macho se apaixona por todas as mulheres pois este é o único meio de não se apaixonar por nenhuma. Macho sabe que paixonite é coisa de moderno!
Macho tem no futebol a expiação para todos os seus pecados, torce por somente um time e não consegue assistir a um jogo sem utilizar todo o repertório de palavrões que agregou na vida
Macho conhece mais termos de baixo nível do que nomes de cores ( no linguajar macho, não existe bordô, mas vermelho escuro. Não existe lilás, mas azul bizarro e tampouco o ocre, mas o cor de caganeira)
Macho trai a namorada com uma guria pior do que ela em todos os aspectos. Fazer qualquer coisa diferente disto seria demonstrar sensibilidade, coerência e respeito, características muito modernas.
Macho se divorcia na hora caso a mulher, fazendo uma limpa completamente desnecessária, jogue fora os seus times de futebol de botão. E ainda gritará, a meio centímetro da cara da filha da puta:

 Tu sabe quem tu jogou no lixo? O Gamarra! O Gamarra!

Aí ela perguntará:

 Quem?

E você chegará à conclusão que não pode ficar casado com alguém que não saiba quem é o Gamarra.
Logo depois se dá conta que só um homem saberia quem é o Gamarra e a importância do Gamarra num bom time de futebol de botão.
Então você resolve que, como casar com um homem é coisa moderna demais pro seu gosto, o negócio é ficar sozinho mesmo.

Sim, existem mulheres que, além de bonitas, conhecem futebol...

… mas idiotas como nós jamais conseguirão uma mulher assim!


Topo do playlist:


Noriel Vilela - Acocha Malungo
Astor Piazzolla - Libertango
Bebeto Alves - Trova da casa
Noriel Vilela - Saravando Xangô
Astor Piazzolla - Meditango

Pensamento da semana:

O lance é ser o PIOR possível. Deus só tem pressa de ter as pessoas que valem alguma coisa ao lado dele.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Dário Dubois

Sem dúvida alguma, a coisa mais insólita da história do futebol argentino:

http://asmilcamisas.wordpress.com/2010/03/26/dario-dubois-black-metal-futebol/


Topo do playlist:


Os Tapes - Gauchê
Os Tapes - Dança da Lagoa do Sol
Os Tapes - Janaíta
Os Tapes - Carreta
Jandek - You think you know how to score

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Soy cantor, soy embustero

Consegui tirar 3 dias inteiros de folga, com o simples ato de dizer FODA-SE e passar um X imenso em 3 dias inteiros da agenda.

Consegui dormir um dia inteiro e os efeitos de tal, mais o consumo severo y doutrinador do próprio ilex paraguariensis (A.K.A. mate, A.K.A. chimarrão)têm sido edificantes, posto que não estou com a cara inchada como de um segundo volante alcoólatra do futebol gaúcho e não estou mais com vontade de morder todas as pessoas à minha volta, embora, seja bem verdade, eu não esteja vendo ninguém.

Enfim, tirando o momento explanativo, quero deixar um link aqui pra coletividade:


http://www.youtube.com/watch?v=_w2WOHs9wG4


Quizá porque mi niñez
sigue jugando en tu playa,
y escondido tras las cañas

duerme mi primer amor,
llevo tu luz y tu olor
por donde quiera que vaya,

y amontonado en tu arena
guardo amor, juegos y penas.

Yo,

que en la piel tengo el sabor
amargo del llanto eterno,
que han vertido en ti cien pueblos

de Algeciras a Estambul,
para que pintes de azul
sus largas noches de invierno.

A fuerza de desventuras,
tu alma es profunda y oscura.

A tus atardeceres rojos
se acostumbraron mis ojos
como el recodo al camino...

Soy cantor, soy embustero,
me gusta el juego y el vino,
Tengo alma de marinero...

¿Qué le voy a hacer, si yo
nací en el Mediterráneo?

Y te acercas, y te vas
después de besar mi aldea.
Jugando con la marea

te vas, pensando en volver.
Eres como una mujer
perfumadita de brea

que se añora y que se quiere
que se conoce y se teme.

Ay...

si un día para mi mal
viene a buscarme la parca.
Empujad al mar mi barca

con un levante otoñal
y dejad que el temporal
desguace sus alas blancas.

Y a mí enterradme sin duelo
entre la playa y el cielo...

En la ladera de un monte,
más alto que el horizonte.
Quiero tener buena vista.

Mi cuerpo será camino,
le daré verde a los pinos
y amarillo a la genista...

Cerca del mar. Porque yo
nací en el Mediterráneo...






Topo do playlist:

Mauro Moraes - Sistema nosso lá de casa
Bebeto Alves - Trova da casa (que é a mesma música do Mauro Moraes, com outro nome. O que só dá mais sustentação para minha tese que o RS é o Brasil da esquizofrenia)
Tetê Espíndola - Cuinhataporã
GOG - Comédia no Crime
José Manuel Serrat - Mediterraneo

sábado, 3 de abril de 2010

Quiero un lugar lejos de todos!



Meu atual único desejo é conseguir voltar pra esse lugar aí da foto, passar PELO MENOS UMA SEMANA INCOMUNICÁVEL para ver um paraíso em cada flor e um sistema solar em cada faísca.

Topo do playlist:

Tentando ficar em silêncio. E fracassando, claro!

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Sem frescura nem tabu



Serra gaúcha: paraíso seria se gringos não houvessem.



Seguinte, resolvi meter mais uma do Froner pra download, no 4shared

http://www.4shared.com/file/255145840/83b6b8be/Sem_frescura_nem_tabu_-_Froner.html

A música se chama "Sem Frescura nem Tabu", e, para o pessoal de fora do estado: a música é uma milonga.

Aproveitando a oportunidade, atualizações foram feitas no www.troloris.blogspot.com

Sem mais no momento, agradeço a Deus por estar vivo e com saúde, ao Diabo por ter levado o Armando Nogueira e à Inglaterra, por ter metido na bunda do Brasil durante séculos, tornando isso aqui uma grande piada, ocasionando no nascimento do Nêgo Walter, jovem mentalmente inepto devido à fome e falta de instrução na primeira e sugunda infâncias e realizar meu sonho de centroavante ideal para o Internacional

Obrigado, repito, Inglaterra!

Topo do playlist:

Don't Cry - Guns and Roses
Live and Let Die - Guns and Roses
O pé sempre na rua - J.L.
Libertando - Astor Piazzolla
Meditango - Astor Piazzolla

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Pedido de socorro



- Alô... (voz sonolenta)
- Alô... (voz muito baixa)
- Quem...
- É o Henrique...
- Que foi que aconteceu? (voz já desperta)
- Não... nada... olha, desculpa te ligar a essa hora.... bah, só queria saber como é que tu está...
- Cara, tá de palhaçada?
- Não, eu...
- Ah, me liga amanhã. Brincadeira de mau-gosto... trabalho cedo, pô!

(clanck)

Tu Tu Tu Tu

- Alô? (voz assustada)
- Oi, é o Henrique... olha, desculpa te acordar...
- O que foi que houve? Aconteceu alguma coisa com alguém? (voz denotando pânico)
- Não... quer dizer, mais ou menos... olha... eu precisava ligar pra ver se... quem sabe a gente possa fazer alguma coisa amanhã...
- (irritada) São três e dezessete da manhã! Quer me matar de susto. Amanhã tô ocupada o dia todo, sorry... qualquer coisa na semana te ligo, tchau
- Tchau...

(clanck)

Tu Tu Tu Tu

- Alô?
- Oi... sou eu, o Henrique...
- Fala...
- Olha, só liguei pra dizer que tô com saudade, tá? Eu...
- Tá bom...
- Olha, eu...
- Entendi... olha, rola de me ligar amanhã?
- Tá bom... saudade, tá?
- Tá bom, beijo.

(clanck)

Tu Tu Tu Tu
Tu Tu Tu Tu
Tu Tu Tu
Tu Tu
Tu

Era um pedido de socorro.
O último recurso. Um pouco de atenção e amizade, mesmo que em um horário ermo.
Por que algumas coisas não marcam hora pra acontecer.
E o dia seguinte pode ser tarde demais.



Tá, pára! Pára tudo!!!

Quer pedir socorro? Liga pros bombeiros!
Quer um último recurso? Procura um advogado!
Quer atenção e amizade? Compra um cachorro!
O dia seguinte pode ser tarde demais? Então te mata!

Aqui é tempo ruim o tempo todo!


Topo do playlist:


The Cure, Tetê Espíndola e Noriel Vilela. Tudo no random e no repeat.

terça-feira, 30 de março de 2010

Esquina do sul do mundo - Froner



Mah, Froner, guarda! Noi siamo la troloris coquais schluuuuurp twilight zone...


Como fui incapaz de encontrar o link para o GLM do Engenheiros, resolvi dar por encerrada, após quase um mês, a minha série de discos.
Sim, faltou coisa, mas creio ter sido o suficiente. Até porque é provável que eu faça uma parte dois (ou não, dependendo de várias variantes).

Enfim: hoje resolvi postar uma música do Froner, projeto que estou produzindo e no qual estou mergulhado até as canelas.
Em breve maiores informações sobre o projeto (ou não, dependendo...)

http://www.4shared.com/file/252728985/307f99e4/ESQUINA_DO_SUL_DO_MUNDO_-_FRON.html

Topo do playlist:

Bebeto Alvez e Lúcio Yanel - Chamamecero
Bebeto Alvez e Lúcio Yanel - Do fundo da alma
Breathe - Pink Floyd
Time - Pink Floyd
Meditango - Astor Piazzolla


Frase da semana:


"Compenso minha falta de talento com muito boicote ao talento alheio."
(no melhor estilo Celso Roth)

segunda-feira, 29 de março de 2010

Discos da minha vida: Astor Piazzolla - Libertango



Revolucionário
Melancólico
Musicalmente perfeito

Sem mais.

http://www.4shared.com/get/64149434/b47aa08/1974_Libertango.html

quarta-feira, 24 de março de 2010

Discos da minha vida: Toto - The best of




Sei que colocar coletânea é meio apelativo, mas como o intuito aqui não é a definição dos melhores álbuns de cada banda, achei válido.
Este entra na categoria do Lighthouse Family, ou seja, discos que ouvi muito durante um ou dois verões perdidos nas minhas memórias noventistas.
Não consigo não sentir o cheiro de grama, maresia e do sonho de ter uma banda quando escuto África e Hold the Line.

http://www.4shared.com/file/175387789/41ab712/The_Best_Of_-_Toto_-_Super_Hit.html?s=1

terça-feira, 23 de março de 2010

Discos da minha vida: Engenheiros do Hawaii - Ouça o que eu digo, não ouça ninguém



Eu já devia conhecer a banda há meio ano quando este disco caiu nas minhas minúsculas mãos.
Fiquei chocado com a diferença de sonoridade para com "O Papa é Pop".

Sensacional do início ao fim, com destaque pessoal pra "Cidade em chamas"

A cada ano que passa tenho mais certeza: O Augusto Licks era O CARA e um dos únicos shows no mundo que me faria tirar o rabo de casa, seria uma volta da formação clássica dos Engenheiros...

... coisa que nunca acontecerá (ao menos enquanto os três não estiverem passando fome).

http://www.4shared.com/file/92148540/40e5d212/1988_-_Oua_o_Que_eu_Digo_No_Ou.html?s=1

sexta-feira, 19 de março de 2010

Discos da minha vida: Almôndegas - Aqui



Este disco mudou o meu jeito de ouvir e ver a música regional. Kleiton & Kledir + raízes gauchas + ácido lisérgico = este disco.

Contém o que, na minha opinião, é a versão definitiva de Vento Negro.

Sem paciência pra troloris, é um disco pra se ouvir com TODA A ATENÇÃO, no escuro, prestando muita atenção em TUDO.

Pra quem me conhece de tempos arcaicos, foi este disco que motivou a existência da VN.

http://www.4shared.com/file/125173696/84665e1c/Almondegas_-_Aqui_-_1975.html?s=1

terça-feira, 16 de março de 2010

Discos da minha vida: Blind Guardian - Tales from the twilight world



Estou bastante cansado e realmente não me encontro em condições de pensar muito pra escrever.
Segue o meu disco preferido de uma das minhas bandas preferidas.

Fiquei chocado ao perceber que este ano o disco completa 20 anos.



http://www.4shared.com/file/73015293/2b2676ee/1990_-_Blind_Guardian_-_Tales_.html?s=1

domingo, 14 de março de 2010

Discos da minha vida: Helloween - Keeper of the seven keys II



Michael Kiske foi o precursor deste estilo de vocais no gênero metal. Se outros tornaram tal prática irritante e afeminada ao extremo, não é culpa dele.
Inclusive o mesmo LARGOU DE MÃO por não tolerar mais os fãs da banda. ÍDOLO!

Este com certeza é um dos discos que eu mais escutei na vida, e, embora não o tenha escutado nenhuma vez nos últimos anos, é digno de nota.

Atmosfera perfeita, capa lindíssima, músicas sensacionais.

http://www.4shared.com/file/98660117/a2fe0f51/helloween_-_keeper_of_the_seve.html?s=1

sábado, 13 de março de 2010

Discos da minha vida: Noriel Vilela - Eis o ôme



Aquisição mais recente da lista.

Negro folk com vocal baixo profundo, cantando eu registros HEDIONDAMENTE GRAVES e absurdamente AFINADOS;
Instrumental top e músicas marcantes;
LETRAS SOBRE CANDOMBLÉ e SUBÚRBIO CARIOCA.

Tudo isso gravado no Brasil, em 68!!!!!!!!

http://www.4shared.com/file/131240319/31af8873/Noriel_Vilela_-_Eis_O_Ome__196.html?s=1

quinta-feira, 11 de março de 2010

Discos da minha vida: The Mask and Mirror - Loreena McKennitt



Comprei este disco em 98 e o mesmo funciona perfeitamente até hoje. Entendo como um sinal.

TUDO neste disco é irretocável. Desde o encarte (com uma espécie de diário da Loreena falando sobre como e onde estava quando lhe ocorreu a música etc) até a música.
TUDO soa absurdamente bem. As percussões étnicas são belíssimas. Violões, guitarras etc etc etc. Nem vou falar da voz porque é piada.

É palpável a influência SEVERA da música Celta.

Chega de troloris. É, possivelmente, o melhor disco de uma cantora que já escutei.

http://www.4shared.com/file/74024567/94279b86/loreena_mckennitt_-_1994_-_the.html?s=1

quarta-feira, 10 de março de 2010

Discos da minha vida: Telurismo (O Teatino, Pátria y Querência) Glênio Fagundes



Sem dúvidas, a mais perfeita obra da música folclórica riograndense.

Nem quero dissertar muito a respeito, pois qualquer coisa que eu fale com minha boca suja sobre este disco me fará reler e chutar meu próprio saco. Vou deixar a letra de cismando - o tratado definitivo da metafísica gaucha.

Tirem suas conclusões.

Cismando

De onde terás vindo
Vida matreira que hoje és minha!...
Que campos perdidos no infinito!...
Encontrei em ti consciência da razão maior para viver, que ter nascido
Vagando em pagos feito pela ausência
Despertando sois...
Amadureceste a sombra fria...
E eu sou mais do bem comum
Que tenho pela vida
Por saber que és o mesmo Deus
Que habita em mim
São iguais quem são sozinhos
Eu também sou tu,
Buscando a interpretação das querências
Num pago feito de saudade
Vivo lançando estrelas, madrugando luas...
...e eu que pensei que a roda fosse feita de chegadas e partidas!...
Mas a roda não chega, nem parte
Vive em torno de si
Para dar ao corpo da carreta
Como eu, ilusão de âncias percorridas!...

Deus plantou o homem na terra
Deu-lhe raízes no vento...
Voz ao pensamento,
Luta na paz, paz na guerra.
E o homem deparou em si a origem das perguntas
Eu sou a maior pergunta!...
Mas quem sou...
Não me basta de dia viver no corpo
E a noite viver na alma...
O homem que sou nasceu em mim!...
Pensou... sou semente...
Sou semente que chegou no tempo,
Pousei num ventre
Despertei nesta existência!...
Plasmado no estado de ser
Me fiz querência...
Alimento um elo cíclico telúrico da raça
Raçador, sou mais que um prosseguimento de meus avôs
Para que meus filhos sejam entre mim e meus netos.

...mas sei, que plantado num sono de terra
Voltarei um dia destes
A nascer da morte,
Porque a terra,
A terra é o maior de todos os ventres desta vida
Sou semente que chegou no tempo!...
E sou antes mesmo de saber que era...
Hoje que sei, não me permito morrer nunca!...

... mas se após a minha morte,
Não houver mais nada...
Faço deste neda
Uma espera... sem pressa, sem tempo,
Para tornar a ser um dia...
Por isto,...
Por mais que siga distante...
Sei que não saio de mim
Sou no princípio e no fim,
Razão pura da existência...
Que vagando na querência...

O som da palavra pura,
Na expressão do pensamento
É a estrada feita no vento
Onde transito sem forma...
Perfumando a brisa morna
Pela preguiça do tempo...

Tenho rimas de silêncio...
Quando em vulto me desfaço...
Vogando sobre meu passo,
No rumo que me convém,...
Deixando a rima que vem
Pro verso que nunca faço...

Por mais que siga distante...
Sei que não saio de mim
Sou no princípio e no fim,
Razão pura da existência...
Que vagando na querência...

Desculpem pelo rapidshare...

http://rapidshare.com/files/152818569/-_Os_Teatinos_-_Telurismo_Vol.2__1979_.zip

terça-feira, 9 de março de 2010

Discos da minha vida: The Wall - Pink Floyd



Meados dos anos 90. Talvez um pouco mais... 97, por aí.
Fui xangueado com meu primeiro aparelho de CD. Meu pai, na época, estava vivendo aquele momento dos quarenta anos em que alguns caras acreditam que voltaram aos 18.
Segue diálogo:

- Vai comprar CD?!?
- Vou...
- Tem que comprar esse aqui, ó! - apontando pro supramencionado disco
- Deixa ver...
- Esse é BOM! Esses caras aí SÃO DO MEU TEMPO! Esses aí são DA PESADA. TUDO DROGADO. SÓ DROGA PESADA! Droga... é... droga... DROGA PESADA!

Mesmo tendo escutado todos os outros discos da banda e meus amigos todos tentando me convencer que o Dark Side é o melhor disparado (menos o Roberto de Santos que jura que o Animals é que é o cara) o The Wall continua sendo meu preferido. Talvez por ter sido meu primeiro contato com a banda (e com um álbum duplo) e ter percebido que a música poderia ir muito além de troloris coquais...

Mais tarde consegui comprar em vinil. Me senti um homem realizado.

http://www.4shared.com/file/151784844/e20c0d08/Pink_Floyd_-_1979_-_The_Wallpa.html?s=1


http://www.4shared.com/file/151835473/6065d6ad/Pink_Floyd_-_1979_-_The_Wallpa.html?s=1

segunda-feira, 8 de março de 2010

Discos da minha vida: Postcards from Heaven - Lighthouse Family



Este disco precisava ser postado por duas razões distintas, além de ser musicalmente ótimo: me remete a verões distantes no litoral gaúcho nos já longínquos anos 90 e era o único disco que eu tinha (em mp3 no computador) durante mais de um mês na twilight zone de São Bernardo do Campo.

Me fez uma ótima companhia.

Sinto muito por colocar o link desta merda de rapidshare, mas não encontrei o álbum no 4shared.

http://rs300.rapidshare.com/files/107751324/LF-_PFH.rar

domingo, 7 de março de 2010

Discos da minha vida: Panzer Division Marduk - Marduk



Tempo ruim o TEMPO TODO!
Fogo do inferno!
Simulação musical da II Guerra.

http://www.4shared.com/file/28971000/da321d2/1999_-_Panzer_Division_Marduk.html?s=1

sábado, 6 de março de 2010

Discos da minha vida: Várias Variáveis - Engenheiros do Hawaii



Um dos meus discos preferidos da banda.
O lançamento do álbum coincidiu com minha mudança pra Caxias do Sul, em 1992. Ter a TAPE em mãos me auxiliou muito na adaptação à nova cultura (o colonismo, o ufanismo débil mental neo-italiano e a aversão a portoalegrenses) e às pessoas (conviver pouco com elas e passar horas escutando música).

O título é genial. A capa é genial. O disco contém algumas das melhores músicas da banda, e, conseqüentemente do rock brasileiro.

Diria que foi neste álbum que a banda alcançou o ápice de identidade sonora (identidade que infelizmente se extendeu somente por mais um álbum). Vale a audição, posto que é um disco que retrata muito bem a sua época.

Sala vip, Piano bar, Quartos de hotel, Sampa no walkman, Descendo a serra... enfim, é um baita disco.

E chega de conversa!

http://www.4shared.com/file/83400564/7f9a603f/Engenheiros_Do_Hawaii_-_1991_V.html?s=1

sexta-feira, 5 de março de 2010

Discos da minha vida: Vintersorg - Till Fjälls



Não é novidade que eu PAGO pra não ter convívio com metaleiros. Não é novidade que eu não simpatizo com metaleiros. E também não é novidade que não se trata de preconteito, mas de pós-conceito. ENFIM...

Uma hora eu teria de abrir o precedente de colocar o primeiro disco de metal por aqui, afinal, muitos dos discos importantes pra mim são deste gênero etc.
Este aí eu conheci lá por 2000, 2001. Em uma época de pesquisa SEVERA dentro do gênero.

Till Fjälls é o álbum de estréia do cantor sueco Vintersorg. Letras no idioma nativo ambientadas no frio, no isolamento e em todas as tags do gênero Pagan/Folk Metal.
A voz do cidadão é ESPETACULAR, a interpretação é ÍMPAR e é impressionante como, mesmo com as guitarras ultradistorcidas e os vocais rasgados, o disco NÃO REMETE a metaleirismo.

Todas as músicas do disco são sensacionais e transportam o sujeito pra twilight zone da temperatura nada tropical.


http://www.4shared.com/file/104419762/51336443/Vintersorg_-_Till_Fjlls__1998_.html?s=1

quinta-feira, 4 de março de 2010

Discos da minha vida: Tim Maia - Racional



Tu tá vivo e ainda não conhece isso? Tu não sabe de NADA!

- Maior nóia do Brasil nos anos 60/70 completamente LIMPO e MUITO MAIS LOUCO do que se estivesse fumando PEDRA?
- Seita relativista e desconexa como mote GENIAL das letras do álbum?
- Criação do estilo brasileiro de praticar 70's Black Music?
- Não bastou um, mas foi preciso aplicar um VOLUME 2 + compactos com versões paralelas?
- Desiludido com o grão-mestre varonil MANOEL JACINTHO COELHO, que, entre outras, haveria de levar todos os IMUNIZADOS para a PLANÍCIE RACIONAL PILOTANDO UMA NAVE, Tim Maia OBLITERA os 2 únicos registros GENIAIS da sua carreira, dedicando-se ao bailismo de baixo orçamento?

Baixe OS DOIS. Leia o livro Universo em Desencanto E, PRINCIPALMENTE, A BIOGRAFIA DO TIM MAIA, do Nelson Motta.

Estamos em plena fase de APARELHO RACIONAL!

http://www.4shared.com/file/87047464/79d1f274/Tim_Maia_Racional_Volume_1.html?s=1

http://www.4shared.com/file/87051809/402ba647/Tim_Maia_Racional_Volume_2.html?s=1

quarta-feira, 3 de março de 2010

Discos da minha vida: Joca Martins - Joca Martins canta poemas de Jayme Caetano Braun



Jayme Caetano Braun (informação para os que não são do RS), é o maior poeta/payador da cultura continentina. Capaz de transformar as mais rudimentares indumentárias criollas em tema de épico gaúcho, este rude teuto-guarany é a expressão máxima da payada gaucha no Rio Grande.
Pois bem, um dos grandes intérpretes da música nativista contemporânea, acompanhado de uma Cyborg League de músicos, gravou este clássico instantâneo que, mesmo bastando-se em si, ainda carrega o mérito de difundir a obra do mestre Jayme Caetano.


http://www.4shared.com/file/65747726/6ee5dba6/Joca_Martins_-_Poemas_de_Jayme.html?s=1

terça-feira, 2 de março de 2010

Discos da minha vida: O Papa é Pop - Engenheiros do Hawaii



Apesar de não ser o meu disco preferido da banda, é, com certeza, o mais importante para mim.
Ouvia no rádio "Era um garoto... troloris coquais", que tocava umas 5 vezes ao dia e ganhei o disco de presente.
Escutei-o à exaustão e tenho o vinil até hoje. Por conta deste disco que eu fiquei obcecado por guitarras etc.

Certamente postarei mais uma CARALHADA de discos dos Engenheiros por aqui. Ser fã da banda - ao menos naquela época - sempre teve um significado além da música, mas que eu não vou ficar aqui dissertando sobre, pois passa pela esquizofrenia que assola o inconsciente coletivo da gauchada.
Em suma: apesar de ser um disco um pouco atípico da fase primitiva e genuína da banda (o próprio Licks dizia isso)e os desvios de caráter e esquizofrenias do Gessinger, vale a pena ser ouvido. É MUITO a sonoridade daquela transição dos 80 pros 90.

E chega de troloris.


http://www.4shared.com/file/113551203/84c05222/engenheiros_do_hawaii_o_papa__.html?s=1

segunda-feira, 1 de março de 2010

Discos da minha vida: Abbey Road - Beatles




Resolvi começar a postar - mais por impulso que por qualquer outro motivo - uma série de discos que fizeram alguma diferença (não pra pior) na minha vida.
A aura de FIM DE CARREIRA do Abbey Road é algo que beira o palpável e possivelmente seja o que mais me atraiu, ainda que inconscientemente, para o mesmo. O disco é melancólico ao extremo e genial.
Destaco como minha preferida "You never give me your money" com uma das linhas de baixo mais simples e geniais que já escutei.

Eu poderia ficar aqui troloriando por linhas e linhas sobre o disco. Google e o link abaixo podem fazer mais por você do que eu.

http://www.4shared.com/file/67250600/d397e7b5/abbey_road_-_beatles.html?s=1

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Troloris Coquais Universum



Demoramos somente 4 anos pra colocar em prática, mas saiu:
Quadrinhos do Tosko, do Lino e companhia.

http://www.troloris.blogspot.com/

Topo do playlist:

Noriel Vilela - Eis o Ôme
Jayme Caetano Braun e Noel Guarany - Payador, pampa y guitarra
Alberto e Tarciso - Chaleira de Ferro bruto
Damião Experiênça - Damião Experiênça no planeta folclore
Jorge Cafrune - La pasto verde

Pensamento da semana:

Não há desvio de caráter que não possa ser curado com um mês de férias no Congo.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

5 motivos para começar uma briga de bar



Mãozinha no ombro do Froner, pra sugar o talento e a energia vital, enquanto passo um troloris de proporções inadmissíveis



Após 3 dias de isolamento social, volto às atividades corriqueiras.
Espero que minha energia vital não seja sugada novamente tão cedo.




Um ambiente confinado, muita bebida e aglomeração: eis o cenário perfeito para que possamos retroceder centenas de anos em nossa evolução e, desprezando completamente quaisquer tipos de convenções sociais, degladiarmo-nos com o próximo até a exaustão.

Evidentemente, por vivermos sob a égide protecionista (e também acusadora) de um estado corrompido por falsos valores - tais como a cordialidade, o respeito mútuo e a consideração pelo direito do alheio - necessitamos ao menos de justificativas plausíveis para descermos a planície racional e embrenharmo-nos nas profundezas do mais denso e atávico primitivismo da espécie.

Estamos aqui para auxiliá-lo, evidentemente. E é importante destacarmos o fato de que a justificativa "eu estava bêbado" já não é universalmente aceita como em tempos de outrora. Não!

Você precisa de um motivo - mesmo que falso - fundamentado nos mais sólidos alicerces da retórica atual (ou seja, qualquer coisa).

5 motivos para começar uma briga de bar


1 - Olharam para a sua mulher:

- Ei, você tava olhando pra minha mulher?
- Ah, você é o namorado da Claudinha? Prazer, eu sou o Romeu, estudamos juntos e...
- Claudinha, rapá?? Claudinha é o caralho! Pra você é senhora Cláudia!
- Calma, meu amigo... nos conhecemos há anos... só passei de ano porque ela me passava cola...
- (quebrando a garrafa no balcão) Filho da puta! Vou te ensinar a não pegar cola da minha mulher!

2 - Não olharam para a sua mulher:

- Ei, você tava olhando pra minha mulher?
- Quem é a sua mulher?
- Aquela!
- Não, não estava.
- Ah, é?
- É!
- E posso saber porque não estava? Ela não é boa o suficiente pra você e é boa o suficiente pra mim, é isso?
- Amigo...
- Amigo o caralho, seu merda! (quebrando a garrafa no balcão) Você se acha melhor do que eu, é?

3 - Olharam para alguma mulher:

- Ei, você tava olhando pra minha mulher?
- Desculpe, aquela moça é sua mulher...?
- Casualmente não. Mas poderia ser e você estaria me desrespeitando!
- Mas, meu amigo... ela é sua mulher ou não?
- Já disse que não, mas poderia ser, seu filho da puta! (quebra uma garrafa no balcão)

4 - Lhe pediram uma informação:

- Oi, será que você poderia me dizer aonde fica o banheiro?
- Eu não trabalho aqui! - você fala rosnando
- Ah, desculpe, eu só pensei que saberia me informar.;.
- Ah, é? E porque eu saberia, hein? Quer que eu vá ao banheiro com você, seu viado de merda! Eu não gosto de viado não (levantando e chutando a cadeira) eu enfio a porrada em viado, seu cagado chupador de pau!

5 - Esbarraram em você

Casa lotada, gente saindo pelo ladrão, empurra-empurra e esbarrão é mato! Até que um sujeito lhe esbarra um pouco mais forte:

- (esbarrando) Opa, desculpe!
- Desculpe é na puta que te pariu (empurrando com as duas mãos o peito do cara) vai esbarrar na sua mãe!
- Você tá louco? Foi sem querer e eu pedi desculpas...
- Louco é? Louco é seu pai por meter naquela gorda da sua mãe e gerar um viado que nem você (arremessando uma long neck na cara do sujeito).

Enfim, em todos os casos eu espero sinceramente que você acabe apanhando como nenhum outro homem, saco de pancadas ou mulher de malandro jamais apanhou antes!











Topo do playlist:


Pink Floyd - The piper at the gates of Dawn (no repeat severamente durante a noite)
Los Rodriguez - Hace calor
Engenheiros do Hawaii - Longe demais das capitais
Estado das coisas + Troloris Coquais - Semeadura
Humberto Gessinger - Dom Quixote