THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

sábado, 15 de maio de 2010

Vuelvo a la sierra



Comprei e li no mesmo dia. Altamente recomendado.



Assunto 1:

Povo pagão:

Após duas tentativas de FUGA do hospital para assistir ao jogo da Libertadores (sem a menor condição de andar, quanto muito de assistir a um jogo), fui alocado numa sala vip, meio dopado ainda e angariando a simpatia das enfermeiras com galanteios que me encheriam de vergonha se por um mero acaso eu me levasse as sério.

Enfim, estabilizado, pude voltar para Caxias. Ficarei mais uns 10 dias sem trabalhar(ou sejá como chama o que eu faço pra sobreviver)e depois o corre volta ao normal.

Fim do assunto.


Assunto 2:

Agora eu expurgo sêmem aqui também:
http://coletivomarte.wordpress.com/colunas/esquina-do-sul-do-mundo/

Fim do assunto.

------------------------------------------------------------------------------------


Assunto 3:

Simulacros

Em meio à corrida desenfreada e à busca incessante por novas tecnologias, alguns intrépidos remanescentes do sistema antigo – a Resistência – combatem bravamente esta ameaça ao incômodo e ao sofrimento desnecessários: o utensílio contemporâneo.
Para estes heróis, nada pode ser mais comodista e antinatural à espécie humana que a ferramenta adequada, a bitola certa, a medida exata.

1)

- Pintar com o pincel até eu! Eu quero ver é pintar com o pincelote!
- E o que diabos é o pincelote, Camargo?
- Ahhhhh, o pincelote é assim... tu tem que pegar uma madeira, ou uma vareta ou até o próprio graveto. Aí tu pega uma cordinha, um nylon ou o próprio barbante. Aí tu pega uma esponja. Aí tu amarra o graveto, ou a vareta, ou a madeira na esponja... usando o barbante, né? Ou o nylon, ou até a própria cordinha e pronto! Tá aí o teu pincelote!
- Uhn... mas é mais fácil de pintar com isso aí, Camargo?
- Mas é claro que não! Dá muito mais trabalho e é bem mais difícil de fazer ficar bom!
- Camargo, pra quê que eu vou querer pintar com algo que, além de dar mais trabalho, precisa ser manufaturado, e, de quebra, ainda deixa o serviço pior?!
- Pff... logo se vê que tu é um deitado!

2)

- Opa, opa, péra lá... o que que é isso que tu tá usando pra desparafusar este parafuso?
- Uma chave de fenda, lógico!
- Ahh! Mas com chave de fenda qualquer um. Quem é bom tira parafuso com a própria faca sem ponta!
- Camargo, eu não tenho uma faca sem ponta a mão. Além do mais, eu aprecio utilizar a ferramenta correta.
- Aaaaahhhh... mas é porque tu tem a tal ferramenta a mão! E na hora em que não tiver? Como é que fica?
- Sei lá, Camargo, sei lá!!! O fato é que pra tirar ESTE parafuso aqui, eu tenho a ferramenta. Agora, será que eu posso fazer o meu serviço em paz?
- Tá ok, usa aí a tua chave, se é o que tu tem a mão...
- Obrigado, Camargo!
- De nada...
- (...)
- (...)
- (...)
- (...)
- Camargo...
- Oi?
- Quer parar de fazer sombra? Não tô conseguindo ver o parafuso!
- Aaaaaahhhhhhhhh... mas enxergando o parafuso é fácil... eu quero ver...

Enfim, vocês entenderam!

Topo do playlist: Almôndegas (toda a discografia), Cartolas, Cenair Maicá, Havayoth e Gotan Project no RANDOM E REPEAT

3 comentários:

Erica Ferro disse...

Olha, tô decidida a saber mais de futebol. Talvez ese ajudasse bastante.

E que Camargo chato dos infernos! hehe...

Dia 27 tá chegando - meu aniversário-, e eu já ganhei presente antecipado.
Um livro do Maurício Kehrwald!
Ana Seerig que me presenteou!
Fiquei bem feliz, sério.

Thiago aka Bola disse...

Se tem uma coisa q eu imagino é tu galanteando as enfermeiras... com certeza uma tinha cara de ter vindo da Restinga... a outra de alguma cidade de alemães (Dois Irmãos, Morro Reuter... e afins).

Mauricio disse...

Erica: cada um ganha aquilo que merece. De qualquer forma, sinto muito... :(

Bola: EXATAMENTE ISSO!