THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

sábado, 24 de janeiro de 2009

MAL-HUMORADOS - UM GUIA PARA COM ELES

Já está pronta a orelha do meu livro.
Ah, sim, o nome do mesmo será o título acima.

Se Manual para épicos fracassos (2007), primeira publicação de Maurício Kehrwald, lançava-o como uma das grandes revelações da crônica contemporânea brasileira, Mal-humorados - um guia para com eles, consagra o autor como um dos mais talentosos escritores da nova escola sulamericana do gênero.
Dono de um estilo altamente sagaz e de uma ironia que beira a agressão, Kehrwald não escreve para fazer amigos nem tampouco agregar críticas afetivas ao seu trabalho.
Trechos como: "agora, além de mais pesada - embora ainda não gorda - você se tornou uma pessoa mal-humorada e cheia de inveja do alheio (sobretudo da sua prima Denise, de quem finge ser amiga a todo o custo)." e "quem não tem ao menos um amigo – ou conhecido – que adora dar suas dicas? Veja bem, não uma sugestão, um palpite ou um conselho. Não. Mas uma dica: a forma mais sem compromisso de meter o bedelho em alçada alheia." dão uma pista do que eu quero dizer.
Mas não é só na arte do insulto que o autor é versado. Maurício Kehrwald consegue captar de uma forma parapsicológica o inconsciente coletivo da sociedade contemporânea. Tal percepção paranormal eu somente havia visto quando, em ocasião de um trabalho de pesquisa, convivi com uma tribo de índios Ianomâmis na fronteira do Brasil com a Venezuela e o Xamã local tinha a capacidade de, ao simples olhar para os olhos de uma pessoa, desvendar toda a sua alma.
Kehrwald desvenda a alma de todos nós, sem precisar olhar-nos nos olhos.

Dr. Carlos Castro.

Escritor e Doutor em Literatura sulamericana, já publicou dezenas de livros e artigos, dentre eles "Os 1000 maiores autores cisplatinos do séc. XX" e "Poesia parnasiana na Amazônia boliviana"

Topo do Playlist:

Potro sem dono - Os teatinos
Velho Táta - Os teatinos
Entardecer - Os teatinos
Tonight - Victtoria
Brasil Racional - Tim Maia

Pensamento da semana:

"Eu realmente não preciso mais desse tipo de coisa. Liga pro César"

3 comentários:

Fake disse...

NA PAAMPA O BAGULHO É LLLOOOUCOO!!

Yza. disse...

Você escondeu o lance do livro, toda vez q eu perguntei vc mudou de assunto.. huahuaha

Ah, porra, você manda muito!

Maurício Alejándro Kehrwald disse...

Valeu Yza!!!
É que eu sou um índio muy xucro...